10 ações para ajudar durante a crise da epidemia do Covid-19. Participe do combate ao novo Coronavírus.

Para quem tem condição de sair de casa (com muito cuidado)

    1. Doe sangue!

    2. Solidariedade com a população de mais risco

    3. Cuidar das crianças e/ou cozinhar para seus vizinhos médicos

Para quem fica em casa para se proteger e proteger os outros

        4. Manter o salário de sua faxineira, babá e outros auxiliares de vida para eles poderem ficar em casa sem passar necessidade.

        5. Doar para insumos e materiais médicos necessários nos hospitais.

        6. Doe para ONGs que ajudam famílias nas favelas, idosos isolados, moradores de rua etc.

        7. Compre dos pequenos, e continue apoiando seus bares e restaurantes favoritos.

        8. Quem tiver um apartamento vazio perto de um hospital pode oferecê-lo para médicos.

        9. Participe dos amigos da Timirim!

       10. BÔNUS: Mande mensagens carinhosas para todas as pessoas e estruturas que você identificou como estando sofrendo dessa crise.

       Conclusão otimista

Esse post de blog é para tentar ajudar na situação terrível que nós estamos enfrentando agora. A ideia é compartilhar as possibilidades de ajuda relevante para todos nós, que não somos médicos e estamos isolados em casa. Muitas pessoas vão sofrer, tanto da crise sanitária, quanto da crise econômica relacionada, e dentro dessas pessoas, e mesmo se não sofrer da Covid-19, muitas crianças e bebês serão vítimas indiretas. Fiz uma lista com soluções para todos os perfis: jovens sem filhos, pessoas trancadas em casa com a família, pessoas que ainda têm que trabalhar fora do apartamento etc. Existem iniciativas que necessitam que você saia de casa e outras que você pode ajudar de casa. Porque sem solidariedade não vamos conseguir superar essa crise, mesmo isolados, juntos somos mais fortes ♥.
Solidariedade Covid19 ajuda contra Coronavirus
Solidariedade Covid19 ajuda contra Coronavirus

Primeiramente, antes de tudo, quero reforçar que a primeira maneira de atuar para proteger e ajudar a sociedade é seguir as regras de distanciamento social mais restritivas e as regras de higiene! Fique o máximo possível dentro de seu apartamento e evite qualquer saída ou encontro que não seja totalmente necessário. Além de sua própria saúde, você cuida da saúde dos outros e respeita a equipe médica que se dedica todos os dias para superar essa pandemia e salvar vidas.

Para quem tem condição de sair de casa (com muito cuidado)

Se você for saudável, jovem, sem risco de comorbidade para o Coronavírus (ou seja, não tenha diabetes, problemas cardíacos ou respiratórios) e sem contatos diários com pessoas de risco, você pode ajudar saindo de sua casa. Nunca esqueça de lavar as mãos antes de sair de casa, na volta e no intervalo tentar não tocar seu rosto nem nada desnecessário com as suas mãos. Outros perfis devem ficar em casa, mas podem ajudar de lá!

1 – Doe sangue!

Por causa do distanciamento social e da preconização de evitar aglomeração e posto de saúde, as doações de sangue caíram muito e já quase estão encerrando. Sangue é necessário o tempo todo, não temos reservas suficiente para esperar a pandemia do Covid-19 passar para voltar a abastecer os bancos. O sangue salva vidas todos os dias, de todos os perfis de pessoas. Se você for saudável, acima de 50kg e sem doenças preexistentes, pode doar seu sangue e assim diretamente ajudar a salvar vidas e apoiar os hospitais e toda equipe médica. Se você estiver de grupo 0, você é doador universal e seu sangue é ainda mais precioso já que seu sangue pode servir para todos os outros grupos. Se você estiver de grupo 0+ também pode doar para 0+, A+, AB+ então pense bem nessa opção.

Você pode agendar sua doação pelo site ou pelo telefone da instituição de sua localidade – aqui o link para o Hemocentro de São Paulo.

2 – Solidariedade com a população de mais risco

Para você jovem e saudável, veja se seus vizinhos mais velhos precisam de compras ou coisas na farmácia e compre para eles. Não esqueça que deve evitar ao máximo os contatos: deixe a sacola na frente da porta deles e não dê diretamente de mão a mão. Pode ajudar também os mais idosos mais isolados a fazer compras online. Também pode passear com o cachorro deles para evitar que eles saiam para rua. Cuide bem de lavar as mãos e desinfectar a maçaneta com gel hidroalcóolico antes de voltar.

Procure ONGs que precisam de braços para ajudar a continuar a apoiar quem mais precisa. (veja lista de algumas dessas ONGs aqui mais para baixo)

3 – Cuidar das crianças e/ou cozinhar para seus vizinhos médicos

Quem tiver vizinhos médicos que têm que trabalhar em primeira linha e têm que cuidar das crianças, pode oferecer de ficar olhando as crianças o tempo que você conseguir na semana. As vezes a outra pessoa do casal também é médica, e mesmo se não for, se ela trabalhar de casa ajuda muito ter algumas horas livres para se concentrar. Também, pense em oferecer de cozinhar para a pessoa que trabalha no hospital o dia inteiro, e para a família dela. Essas poucas horas a noite seriam usadas de uma melhor forma se a equipe médica puder descansar do ritmo muito intenso do hospital durante essa crise do Coronavírus.

Em São Paulo, as escolas da região, Miguel de Cervantes e Porto Seguro, cederam seus espaços, estrutura de limpeza, segurança e alimentação para o projeto. Os educadores do Einstein estão montando atividades didáticas e lúdicas para ocupar os dias das crianças e adolescentes.

O hospital precisa de jovens que queiram exercer a função de educadores/monitores durante as próximas semanas. Alguns podem se perguntar a que risco estariam expostos. Ele não é zero, mas é baixo. As crianças deverão obrigatoriamente estar assintomáticas para entrar na unidade. Os espaços são amplos, ventilados e a ocupação será de baixa densidade. Medidas adequadas de higiene estarão em curso. Casos sérios são extremamente incomuns em crianças e jovens. Assim, temos a situação de baixa chance de contágio e probabilidade ainda menor de caso grave na eventualidade de infecção. Além disso, as crianças/jovens virão em fretados diretamente de suas casas à unidade.

Acabei de falar com a responsável que me falou que no momento eles já têm o número suficiente de voluntários, mas irei editar aqui no caso eles precisarem de mais (segue o link do grupo whatsapp)

Pode procurar iniciativas similares na sua cidade.

Para quem fica em casa para se proteger e proteger os outros

 

4 – Manter o salário de sua faxineira, babá e outros auxiliares de vida para eles poderem ficar em casa sem passar necessidade.

Para quem ainda tem uma renda que continua igual, porque consegue trabalhar de casa por exemplo, é essencial manter a renda das pessoas que dependiam de você e ajudavam no dia a dia. A sua faxineira que vinha um dia por semana? Continue pagando para ela poder ficar isolada em casa, cuidando da própria família sem ter que procurar uma outra fonte de renda. Isso é um dever de quem tem a chance de ter essa resiliência financeira mesmo nesse momento de grande incerteza econômica.

5 – Doar para insumos e materiais médicos necessários nos hospitais:

Existem portais e soluções para doar dinheiro direcionado ao abastecimento de hospitais e estruturas médicas com insumos, equipamentos e produtos médicos e hospitalares necessários: máscaras, proteções, ventiladores etc. Compartilho aqui os links de algumas dessas iniciativas.

  • A iniciativa do governo federal que criou uma campanha para realizar doações, gerada pelo Ministério da Saúde e disponível aqui.
  • A Folha de S.Paulo detalhou os beneficiários de um fundo emergencial para a Saúde – Coronavirus Brasil: a Fundação Oswaldo Cruz, A Santa Casa de São Paulo, a ONG Comunitas e o Hospital das Clinicas da faculdade de Medicina da USP. Além de serem usados para insumos e equipamentos hospitalares e de UTI, os fundos arrecadados na plataforma BSocial servirão também para a compra de testes para diagnostico da covid-19.
  • Você pode doar diretamente para a ONG Comunitas que está divulgando uma campanha para a compra de centenas de respiradores pulmonares e monitores multiparâmetros a serem usados para novos leitos de UTI no estado de São Paulo. A doação se faz através de transferência, os detalhes estão comunicados pelo site deles.

6 – Doe para ONGs que ajudam famílias nas favelas, idosos isolados, moradores de rua etc.

Além do problema sanitário e de saúde, são essas pessoas mais humildes que mais vão sofrer da epidemia e da crise econômica e social que está ligada ao distanciamento social. Para a epidemia não matar um número considerável de pessoas precisamos conseguir esse distanciamento ao máximo. O que é fácil para mim, que posso trabalhar de casa, é insuperável para muitos que dependem de renda informal e agora tem que cuidar e alimentar os filhos mesmo durante o dia e para o almoço, já que as escolas fecharam. Hoje ainda não chegaram soluções do governo.

Incentivo você a doar para as estruturas menores e locais que você conhece pela própria rede. Aqui a lista de algumas ONG que se dedicam a alimentar, ajudar ou apoiar quem necessita mais e estão procurando doações. Para quem está em condição, a maioria das ONGs atuando precisam de ajuda física nas ruas também.

No nível nacional

Em São Paulo

No Rio

  • A ação O Rio Contra Corona, gerida por 3 organizações com credibilidade no Rio de Janeiro: Banco da Providência, Instituto Ekloos e Instituto Phi. Essa ação surgiu das articulações do movimento União Rio, que está com diversas frentes para minimizar os impactos do vírus.

7 – Compre dos pequenos, e continue apoiando seus bares e restaurantes favoritos.

Quem mais vai sofrer dessa crise são os negócios pequenos. Isso significa que para ajudar quem mais precisa, é melhor escolher opções de pequenos fornecedores e artesãos. O primeiro setor da economia que está diretamente impactado é o setor dos bares e restaurantes. O movimento “Compre do pequeno” é incentivado pelo SEBRAE, que ressalta que os pequenos negócios são responsáveis de mais da metade dos empregos formais no Brasil. A maioria já criou um sistema de voucher para você poder pré-consumir agora com bonificação na reabertura. Também, muitos restaurantes abriram vaquinhas solidárias para ajudá-los a sobreviver a esse período. Se você quiser ajudar os lugares que costumava frequentar, entre em contato com eles pelo insta ou telefone e pergunte diretamente como ajudar. Vale a pena aproveitar para deixar uma mensagem carinhosa para enfatizar que você está ao lado deles.

A iniciativa Nosso Prato junta as necessidades de alimentar os profissionais da saùde e as pessoas em situação de risco, e ao mesmo tempo garantir uma fonte de renda minima para os trabalhadores da restauração. Você doa 9R$ para um prato entregue a quem precisa mais. A nossa querida chefe Bel Coelho faz parte dos chefes de cozinha apoiando!

A plataforma de vaquinhas Abacashi também junta uma diversidade de iniciativas para doar tanto para compra de insumo medical quanto para apoiar o bar ou restaurante de seu bairro.

A Stella Artois criou uma iniciativa “Apoie um restaurante” que dobra o valor de seu voucher para o seu restaurante. Quando você doa 50R$ a Stella Artois completa com 50R$ para você receber um voucher de 100R$ na reabertura, sem perda de renda para o bar ou restaurante.

8- Quem tiver um apartamento vazio perto de um hospital pode oferecê-lo para médicos.

Você pode entrar em contato com o hospital mais perto de seu apartamento para saber qual é a necessidade deles de hospedar médicos perto para eles poderem descansar e não ter que se deslocar muito nesse período. O Airbnb está atuando nesse sentido também e vai oferecer hospedagem grátis para funcionários médicos.

9 – Participe dos amigos da Timirim!

Nós da Timirim, criamos uma campanha dos Amigos da Timirim para nos ajudar a passar por essa crise econômica. Se você não precisa de roupa de bebê agora, mas sabe que vai precisar ainda esse ano. Ou se você identificou uma pessoa de sua família ou uma amiga grávida que você gostaria de presentear com roupas ou presentes de algodão pima orgânico para o bebê. Por favor, participe da campanha e compre um voucher que te dá direito a bonificação para uma compra no site a partir do dia 1° de junho. Veja os detalhes dessa campanha aqui ♥. (Veja aqui mais detalhes sobre a nossa situação e as nossas recomendações em relação a pandemia do Coronavírus e também a explicação de porque não podemos fabricar máscaras de proteção individual com a nossa malha).

10 – BÔNUS: Mande mensagens carinhosas para todas as pessoas e estruturas que você identificou como estando sofrendo dessa crise.

Carinho não custa nada e faz muito bem nesse período: aquece o coração e ajuda a ter a coragem de continuar se esforçando para superar essas dificuldades ♥

Conclusão otimista

Já posso agradecer você que leu esse post até o final, por se interessar nas soluções para ajudar quem está passando por dificuldades, grandes ou pequenas, nesse momento único da nossa história recente. Se você conhecer mais iniciativas, por favor deixe um comentário que iremos atualizar essa lista.

De acordo com os cálculos da Associação Brasileira de Captadores de Recursos, as doações já superam 850 milhões de reais em três semanas. “e a maior mobilização de doações que se tem conhecimento nos últimos 50 anos”, afirma João Paulo Vegueiro, direito executivo da ABCR.

Vamos tornar essa catástrofe histórica, uma demonstração da solidariedade dos brasileiros! Desejo toda a saúde do mundo para você, para seus familiares e para todos nós.

Abraço verde (de longe!)

Ninon

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.